Ter diversas carreiras pode ser legal, sabia? Entenda o porquê

0
Muitos profissionais são reverenciados por terem se dedicado a uma profissão e crescido nela, a ponto de se tornarem figuras muito importantes em seu segmento. Ok, isso é muito bacana, mas, de repente, ter várias carreiras pode ser bem interessante também. Essa capacidade, além de mostrar que você é aberto a novos desafios e tem flexibilidade, deixa a vida mais leve e permite que você se reinvente fazendo coisas que nunca imaginou.

Existe, inclusive, um termo em inglês que designa uma pessoa multifacetada. “Slash” é usado para definir uma pessoa híbrida, que mistura hobbies com profissão. Como exemplo, podemos citar um jornalista ou advogado que também é coach e, ainda, toca banjo como freelancer.
De acordo com a autora Marshall Goldsmith, esse tipo de carreira só cresce, já que essas pessoas “slash” possuem diversas habilidades e aparecem em todos os degraus da sociedade. Astros como Bono Vox, vocalista da banda U2, são exemplo disso. Além de sua carreira na música, ele se envolve em causas humanitárias, escreve, etc.

A aceitação dessa carreira, no entanto, ainda não é total. Muitas pessoas relacionam essas diversas habilidades a uma ideia de “estar perdido”, “sem rumo” e, por isso, a pessoa investe em diversas profissões, o que não é verdade na maioria dos casos. É exatamente o contrário. Esse profissional é tão completo que consegue, inclusive, administrar outras carreiras. Essa experiência ajuda até mesmo a aprimorar sua atuação na carreira.

“Profissionais multifacetados serão cada vais mais valorosos. Abrace o fato de ser uma pessoa híbrida: você não está sozinho e tem todos os motivos para se sentir orgulhoso”, recomenda Marshall Goldsmith.
Compartilhe.