Relacionamento no ambiente de trabalho? Veja como lidar

0

Ao contrário do que se imagina, paixões no ambiente de trabalho não é algo tão raro assim e tem até explicação científica. Segundo especialistas, isso acontece porque é mais fácil se afeiçoar a alguém que convive bastante com você e que tem pontos de vista semelhantes. O terapeuta e pesquisador Terri Orbuch, do Instituto de Pesquisa Social da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, explica que indivíduos que se veem muito tendem a gostar mais um do outro. Isso é fato comprovado.

Caso isso não nunca tenha ocorrido no seu ambiente profissional, é provável que você esteja torcendo o nariz pensando na pessoa que senta ao seu lado e com a qual você sequer imaginaria ter um romance. Obviamente, é muito mais comum que colegas de trabalho sejam apenas parceiros na empresa e engatem um romance com pessoas de fora da companhia, mas você saberia lidar com um relacionamento no ambiente de trabalho?

Um romance discreto no trabalho pode parecer inofensivo para a sua carreira, já que ninguém pode saber o que está acontecendo, mas, caso a relação siga em frente, você precisa descobrir a posição da empresa e dos seus colegas em relação a isso. Geralmente, as companhias se mostram flexíveis, e algumas até apoiam relacionamento entre colaboradores, porém não custa nada investigar se há outros casais na empresa e se esse assunto é tratado de forma natural.

Mesmo que o local em que você trabalha permita o relacionamento entre funcionários, você deve ter em mente que, assumindo esse tipo de compromisso, independentemente do que acontecer no futuro, você precisará lidar com essa pessoa diariamente no seu ambiente profissional. É preciso muita maturidade para conseguir separar, dentro do escritório, a relação profissional e pessoal do casal. Embora ninguém queira que um relacionamento termine, é fundamental pensar em como será o clima de trabalho caso haja um rompimento no futuro.

Caso o pior dos cenários aconteça, nada deve influenciar no desenvolvimento de seus projetos ou comprometer o seu rendimento no ambiente de trabalho. É fundamental sempre se lembrar disso.

Se, por outro lado, a relação evoluir para um casamento, converse com o seu superior e deixe a situação bem clara. Em alguns casos, a união oficializada entre colegas de trabalho é encarada como algo negativo para o desempenho, e a empresa pode pedir uma mudança de área ou, em casos extremos, sugerir que um dos dois troque emprego, mas não se preocupem! Com um bom planejamento e uma avaliação de metas e objetivos do casal fica mais fácil decidir qual dos dois seguirá novos rumos na carreira.

Com uma boa dose de sinceridade, discrição e comprometimento com o trabalho é possível, sim, engatar um relacionamento saudável com um colega e ainda viver de forma harmônica com os demais funcionários de uma companhia. Basta avaliar o que vale a pena e se esforçar para que a vida pessoal não comprometa a profissional. Boa sorte ao casal!

Compartilhe.