Como usar as redes sociais no trabalho

0

As redes sociais vêm tomando cada vez mais espaço na vida das pessoas. Uma recente pesquisa feita pela Proskaeur apontou que 90% das empresas usam dessas mídias sociais com propósitos de negócios, tanto para se promover aos seus clientes e consumidores, quanto para melhorar a comunicação interna com seus funcionários. O questionamento que vem ganhando espaço nas corporações é se o uso dessas redes é vantajoso para o ambiente trabalho.

Diversas pesquisas realizadas recentemente vêm provando que o uso de redes sociais é bom para a produtividade do funcionário. A Ipsos e a Microsoft ouviram a opinião de 10 mil funcionários espalhados por 32 países e descobriram que 46% desses trabalhadores acreditam que sua produtividade melhorou devido ao uso de redes sociais em seu escritório. Ainda nessa pesquisa, constatou-se que 37% desses funcionários disseram que podiam fazer seus trabalhos com mais eficiência graças a essas ferramentas sociais. De acordo com todos esses estudos, fazendo pequenos intervalos, seu cérebro pode repousar um pouco e quando você retornar para suas tarefas, a mente estará renovada.

A grande questão está em saber dosar o acesso, não excedendo o limite e comprometendo seu rendimento. Aqueles que trabalham com internet liberada devem saber enxergar quando a rede ajuda e quando ela prejudica. Para te ajudar a manter o foco e reconhecer quanto tempo de pausa está sendo um ócio criativo e quando já está se tornando uma perda de tempo sem resultados, é muito importante que você delegue prioridades às suas funções.

Pronto, você conseguiu convencer seu patrão de que o uso de redes sociais pode deixar seus funcionários mais felizes e focados. Ok! Próximo passo: Que tipo de conteúdo é bem visto pelas empresas?

Hoje em dia, 94% dos recrutadores estão usando as redes sociais como o Twitter, Facebook e Linkedin como ferramenta para avaliar funcionários. A pesquisa da CareerBuilder mostrou que 39% das empresas estão usando essas mídias para encontrar seus candidatos. Isso demonstra a importância de se ter não só um conteúdo de qualidade e relevância atualizado em suas páginas pessoais, como também sugere que você o controle para que não exponha demais sua privacidade. Mais do que nunca, o funcionário precisa se policiar sobre o que está postando, pois isso irá apresenta-lo de acordo com o que ele mostra e ideias que compartilha. Então, todo o cuidado é pouco!

A sua página pessoal pode ser sua grande aliada em sua carreira profissional se você souber administra-la com sabedoria. Um pequeno deslize pode te custar um emprego. Para que você não cometa mais erros, vamos listar algumas dicas para sua página ficar preparada para os olhos atentos dos recrutadores e até mesmo do seu chefe.

  1. Cuidado com o que compartilha. Antes de apertar o botão publicar tenha certeza que esse conteúdo não vai expor muito de sua intimidade. Um ótimo jeito de não abrir mão da sua liberdade de expressão na rede e ainda manter a postura coorporativa é alterando suas opções de privacidade em seu perfil.
  2. Tenha bom senso. Antes de compartilhar alguma coisa, dar sua opinião sobre algum fato ou postar alguma foto, pare e pense se esse conteúdo é relevante. Lembre-se: nesse caso, menos é mais!
  3. Evite o “oversharing”. O excesso de publicações na sua página pode torna-la desinteressante e irritante.
  4. Tenha cuidado para que suas publicações não desrespeite a opinião do próximo, além de ofender ou discriminar determinados grupos.
  5. Nunca poste quando a intenção for descontar sua raiva. Reclamar do seu chefe ou da sua empresa pode não só te causar problemas com o seu chefe, como também pode manchar sua imagem caso um recrutador venha a acessar sua página, te atribuindo uma imagem negativa.

Usando com moderação, as redes sociais podem vir a ser parte da sua rotina, lhe servindo como ferramenta que te auxiliará em suas tarefas diárias ou até mesmo para te ajudar a espairecer as ideias e pensar em outras coisas. Lembre-se de usa-las sempre ao seu favor.

Compartilhe.