Recolocação: voltando a trabalhar após uma pausa na carreira

0

Por Finanças Femininas

Se você passou um período afastada do mercado de trabalho, mas agora deseja voltar a praticar sua profissão, é fundamental que tenha estratégias para acelerar a recolocação.

Mulheres que dão uma pausa na carreira, geralmente para se dedicar à família, é algo tão comum, que em maio foi lançado nos Estados Unidos o Après, uma rede social parecida com o LinkedIn, mas só para mulheres que desejam voltar a trabalhar.

Se você decidiu retornar para o mercado, em primeiro lugar, encha-se de coragem e determinação – isso será fundamental na busca por um bom emprego.

Para um retorno mais rápido, confira as dicas de Lígia Molina, professora de gestão de pessoas do IBE-FGV e especialista em liderança e coaching executivo.

1. Atualize-se
Estar sempre atualizada é essencial. O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e quem não se atualiza corre o risco de ficar para trás. Você pode fazer cursos gratuitos e online, participar de eventos e palestras. Só não vale ficar parada. Com um currículo mais incrementado você aumenta as chances de conseguir uma boa vaga.

2. Cuide de seu networking
“Mantenha o networking extremamente ativo. Mostrar para as pessoas que está querendo retornar ao mercado de trabalho é fundamental”, diz Lígia. Não tenha vergonha de pedir ajuda, seja para ex-chefes, colegas de trabalho ou amigos. Um emprego pode surgir de onde menos se espera.

3. Desenvolva o autoconhecimento
Enquanto busca recolocação, aproveite para se conhecer melhor. Analise o que você sabe fazer, veja quais são seus diferenciais, reconheça seu potencial. O período de desemprego é favorável para se fazer um balanço da carreira. Veja quais foram suas principais conquistas em empregos anteriores e o que poderia ter feito melhor. Não é para se culpar, apenas avaliar o que pode fazer diferente daqui para frente.

4. Veja o que deve melhorar no comportamento e profissionalmente
Ao refletir sobre sua carreira e objetivos, você identificará aspectos em si mesma que precisam ser aprimorados, sejam eles profissionais ou comportamentais. Se você é da área de vendas e percebeu que precisa ser mais persuasiva ao lidar com clientes, leia livros sobre estratégias para vender mais. Se reconhece que seu temperamento explosivo já prejudicou o relacionamento com colegas de trabalho, que tal investir em leituras sobre como desenvolver a paciência ou começar a fazer meditação para aprender a se controlar? Todo o investimento que você fizer em seu aperfeiçoamento irá se refletir em sua carreira.

5. Considere mudar de área
“Às vezes, a mulher tem desejo de trabalhar com algo novo. Em momentos de crise é necessário ser criativa”, destaca a especialista. Se este for o seu caso, informe-se sobre a nova atividade desejada e se o mercado está favorável para ela. Se possível, converse com profissionais que atuam no ramo e avalie se está mesmo pronta para esta mudança.

6. Saber que sempre é tempo de recomeçar
“Quando algumas mulheres que já têm uns 40, 45 anos perdem o emprego, se julgam velhas ou incapazes de voltar para o mercado, mas isso é um grande equívoco. Nessa faixa etária elas são extremamente produtivas”. Se você pensou que sua carreira já havia terminado, acredite mais em seu potencial e saiba que sempre é tempo de recomeçar. Vá em frente.

 

Finanças Femininas é o primeiro site de finanças para mulheres do Brasil. Um site para ajudar mulheres a organizarem as suas contas, aprenderem a gastar melhor e a investir. Nosso objetivo é ajudar você a se tornar mais independente!

Fonte: http://financasfemininas.uol.com.br/

Compartilhe.