Responsabilidades, definição de objetivos e investimentos: onde estão as principais dificuldades em trabalhar a marca empregadora

0

Em 2015, a Universum, consultoria especializada em marca empregadora, divulgou o relatório Perspectivas 2020: o futuro da marca empregadora, resultado de mais de 2.000 entrevistas realizadas em 18 países com profissionais de nível sênior. Foram ouvidos CEOs e heads de RH, marketing e comunicação em diversas indústrias, com o objetivo de compreender a atitude desses públicos em relação ao tema marca empregadora e suas perspectivas sobre o assunto para os próximos cinco anos.

A primeira parte do relatório, Uma visão executiva de como as organizações lidam com a atração de talentos, mostra que três questões principais parecem dificultar o trabalho consistente com a marca empregadora:

Responsabilidade sobre o tema é dúvida.

Enquanto 60% dos CEOs respondentes se colocaram como os principais responsáveis pela marca empregadora, 58% dos executivos de RH disseram ser os responsáveis pela gestão do tema. As respostas dos executivos de marketing refletem essa confusão: 39% disseram que a responsabilidade é de RH e 40% afirmaram ser responsabilidade do CEO.

Resposta dos CEOs: De quem é a responsabilidade primária pelas atividades de employer branding?

eb-activitiesResposta dos Marketing: De quem é a responsabilidade primária pelas atividades de employer branding?

resposta do marketingMuitos objetivos, pouco foco.

Atração de pessoas, fortalecimento da marca empregadora em nível global, diferenciação em relação aos concorrentes. Entre muitas respostas possíveis sobre os objetivos atuais do trabalho com marca empregadora, nenhuma foi escolhida por mais de um terço dos entrevistados.  Os objetivos mais populares ficaram no campo da atração de pessoas, com equilíbrio entre “suprir as necessidades de contratação no curto prazo” e “suprir as necessidades de contratação no longo prazo”. Objetivos relacionados ao trabalho com o público interno das organizações foram bem menos citados: “potencializar o apelo como empregador para os atuais funcionários” e “melhorar a retenção” apareceram em apenas 26% e 13% das respostas, respectivamente.

Quais são os seus principais objetivos com employer branding?

graficoInvestimento externo, mensuração interna.

A ideia de que atração é o tema prioritário no trabalho de marca empregadora mostra-se ainda mais forte quando a pesquisa aborda o tema orçamento. Apenas 9% dos respondentes disseram que o orçamento prioriza ações internas, enquanto 39% disseram que o foco do investimento é externo. No entanto, o relatório indica um descompasso: os indicadores de desempenho que acompanham esses investimentos ainda se fundamentam em fatores internos, como índices de retenção e análises de qualidade de contratação, e pouco consideram fatores externos, como rankings de reputação ou pesquisas externas sobre percepção de marca.

 

Por Equipe Love Mondays

Compartilhe.