O que fazer para amar as segundas-feiras

0

A satisfação na vida é algo fundamental. Seja no âmbito pessoal ou profissional, sem ela não há motivação, vontade de realizar e, por consequência, não nos sentimos completos. Para que tenhamos o desejo de nos levantarmos da cama todos os dias – especialmente às segundas-feiras – e nos dedicarmos a um trabalho, ele deve te trazer algum tipo de benefício além do salário, concorda?

Como comprovado por Richard Easterlin em seu estudo*, não basta apenas ganhar bem para ser feliz ou ter satisfação. O segredo para amar as segundas-feiras e manter a motivação em alta é outro: ter autonomia no trabalho, bem como oportunidades de aprendizado, crescimento e reconhecimento.

Se você é valorizado e seu trabalho é reconhecido, o desejo de fazer mais e melhor aumenta. Outro ponto fundamental para aumentar a sua satisfação no trabalho é se dedicar a algo em que você realmente acredite ou tenha algo a somar à sua vida. Um exemplo é uma pessoa que adora causas sociais trabalhar em uma ONG ou, ainda, alguém que gosta de artes se dedicar a um trabalho nesse segmento.

Sabemos que nem sempre é fácil trabalhar com o que se gosta e ainda ser bem remunerado para isso. Entretanto, uma dica é ser especialista em alguma coisa na empresa em que você atua. Assim, você conseguirá reconhecimento, fará algo único na companhia e, ainda por cima, se sentirá motivado a desenvolver suas habilidades e conhecimentos cada vez mais, conseguindo se destacar e, quem sabe, ganhando uma promoção.

Sabe quando você gosta tanto de fazer alguma coisa ou está imerso em um projeto ou iniciativa que não vê nem o tempo passar? Para amar as segundas-feiras, o ideal é que todo dia seja assim, repleto de desafios, aprendizados e dedicação a uma causa, que preferencialmente deve ser algo em que você acredite de verdade.

Passamos grande parte das nossas vidas trabalhando. Se não fizermos algo que nos engrandeça e traga satisfação, todo esse tempo será perdido. Pense nisso e adote estratégias para amar a sua semana – de segunda a sexta!

*Easterlin et al. The Happiness-Income Paradox Revisited.

Compartilhe.