Como a Henkel atrai e desenvolve jovens talentos

0

Com um acordo de cooperação entre as mais conceituadas universidades e escolas de gestão do mundo e empresas multinacionais, a Henkel tem conseguido atrair talentos para a companhia. Dona de marcas como Pritt e Loctite, a empresa é uma das parceiras do CEMS (Global Alliance in Management Education, antigo Community of European Management Schools), uma aliança que reúne 30 universidades e 74 empresas por todo o mundo.

A parceria já resultou na contratação de quatro profissionais pela Henkel, sendo três no Brasil e um na matriz alemã. O processo envolve mentoria de executivos da multinacional para desenvolver um case de negócios com os alunos de mestrado. No Brasil, a universidade parceira é a FGV.

Guilherme Hannickel, Strategy Manager da Henkel, comandou oito alunos de cinco países – Alemanha, Áustria, Bélgica, França e Rússia – focados em dois projetos pelo programa CEMS. O primeiro trabalho permitiu a criação e o desenvolvimento de propostas de soluções para novos produtos. Já o segundo foi focado na identificação de pontos de otimização para as equipes de vendas. “O embate de ideias também é muito enriquecedor, porque esses alunos se deparam com situações que talvez não tenham em seus países de origem. É um aprendizado também cultural, que vai ser relevante para o futuro profissional deles”, completa Hannickel.

Foi por meio dessa parceria que a Henkel contratou jovens profissionais como Mariana Pereira e Natasha Brizolla, que em 2017 entraram para a nova geração de Trainees da empresa. Outro caso de destaque é o de Thiago Prediger, que fez o mestrado em Gestão Internacional pelo CEMS e foi contratado pela Henkel no Brasil. Atualmente, Prediger é Manager de Adesivos Industriais em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

“Além da experiência cultural maravilhosa de morar em dois países diferentes e fazer grandes amigos, o CEMS me proporcionou uma bagagem acadêmica muito forte e a possibilidade de conhecer a Henkel. Considero que o mestrado no CEMS foi o grande catalisador da minha mudança de carreira”, diz Prediger.

Saiba o que os funcionários contam sobre a Henkel!

Compartilhe.