6 dicas cruciais (mas simples) de currículo que você nunca tinha ouvido

0

Ter um bom currículo pode ser a chave para conseguir uma vaga na empresa dos seus sonhos. Você pode até ser a pessoa perfeita para as oportunidades nas quais se candidata, mas um CV mal preparado pode acabar com as suas chances de sucesso. Vamos te ajudar a conseguir o emprego dos sonhos com dicas que você talvez nunca tenha ouvido!

Além disso, a maior parte dos recrutadores demora até 30 segundos analisando cada currículo enviado e esse tempo pode diminuir significativamente com a ajuda da tecnologia: agora, softwares podem ajudar na leitura com a identificação de palavras e informações-chaves.

Leia também Currículo: o guia completo para se destacar

Para te ajudar a melhorar seu currículo para essa nova realidade, separamos 6 dicas cruciais, embora simples, que você provavelmente nunca ouviu:

1. Use nomes fortes

Nunca deixe de incluir um nome poderoso em seu currículo, mesmo que a experiência de trabalho seja antiga. Usar referências de grandes empresas mostra aos recrutadores certo prestígio em sua carreira, já que parte de sua experiência foi construída em um lugar de renome.

Outra dica é também incluir o nome de empresas conhecidas que foram suas clientes ou com as quais você manteve um forte contato durante uma experiência profissional. Se trabalhou atendendo uma companhia renomada no mercado, por exemplo, essa associação pode ser benéfica para você!

Veja mais: 5 coisas que os recrutadores observam no seu CV

2. Utilize relatórios de performance a seu favor

Sabe aqueles feedbacks colhidos durante sua última ou atual experiência de trabalho? Eles podem ser boas fontes de informação para basear o seu discurso durante as entrevistas e também na elaboração do currículo.

Identificar os pontos positivos levantados por seus gestores te dará ideias sobre o que colocar em seu currículo como pontos positivos e habilidades desenvolvidas. Destacar esses pontos – que são baseados em avaliações  – dará um novo tom ao seu documento.

Leia também: Inbound Recruiting: uma nova forma de ser contratado pelas empresas

3. Não se esqueça de incluir palavras-chave

Diversas empresas estão adotando softwares capazes de realizar uma primeira análise do currículo, classificando candidatos conforme as informações presentes no documento.

Isso significa que um robô irá poupar tempo do recrutador ao verificar todo o texto contido em seu currículo e identificar se existem ou não palavras-chaves que definem você como um candidato dentro dos padrões da vaga. Para evitar ser desclassificado mesmo que suas experiências profissionais sejam suficientes para a oportunidade, pense estrategicamente sobre o que irá escrever em seu CV.

Por exemplo, se você possui experiência dentro da área comercial, vale a pena incluir palavras-chave com pontos que estão sendo requisitados na descrição da vaga. Essa é uma dica de currículo fundamental para se dar bem em todos processos seletivos!

Descubra como adaptar seu currículo para cada vaga de emprego

4. Use endereços de e-mail adequados

O universo profissional exige algumas etiquetas que são consideradas fundamentais por muitos recrutadores. Uma delas está relacionada ao bom uso de e-mails – tanto em relação à forma como você se comunica ao se aplicar à uma vaga quanto ao próprio endereço que utiliza.

Não use seu e-mail corporativo (com a identificação de sua empresa atual) para se candidatar e também evite usar endereços que possam manchar a sua imagem profissional, como “isabelagatinha2008@gmail.com”. A dica é não ter nada inapropriado para que seu currículo não seja desvalorizado. Tenha uma conta especial para assuntos mais sérios!

Leia também: 5 dicas para turbinar um currículo pronto

5. Qualidade é melhor que quantidade

Isso vale principalmente para as habilidades que você planeja adicionar ao seu currículo. É mais vantajoso incluir informações que sejam realmente pertinentes do que encher o seu documento com detalhes irrelevantes ou óbvios.

Existem habilidades que não interessam aos recrutadores, por exemplo. Sendo assim, priorize aquilo que realmente tem valor (qualidade) em vez de adicionar um grande volume de informações inúteis (quantidade).

Leia mais: 6 habilidades que os recrutadores não querem ver no seu CV

6. Use hobbies ao seu favor

Muitas pessoas acham que esse tipo de informação não é pertinente ao currículo, mas a verdade é que as atividades que você realiza por puro prazer podem sim agregar à sua imagem profissional, principalmente se existir algum tipo de relação (mesmo que indireta) com a sua profissão.

Por exemplo, se seu trabalho exige criatividade no dia a dia, um hobby que envolva arte ou qualquer tipo de produção criativa pode ser vantajoso! 

Descubra 5 erros que as pessoas cometem quando estão procurando emprego


Leia também:

4 erros que você deve evitar no currículo

As 50 perguntas de entrevista de emprego mais comuns

8 perguntas que você precisa saber responder em uma entrevista de emprego

Segredos que recrutadores não contam (mas gostariam de contar)

Share.