Detesto trabalhar em grupo. Tenho como crescer em uma empresa?

0
A resposta para sua pergunta é: depende. Isso porque, mesmo que você não goste de trabalhar em grupo, é imprescindível que tenha um bom relacionamento com seus colegas de trabalho e controle sua dificuldade em lidar com outras pessoas. Em uma organização, seja qual for o seu cargo, é impossível se dar bem sem contar com a ajuda dos colegas  – seja ela para resolver um problema, discutir questões do cliente ou simplesmente compartilhar informações.
Você pode até não ser a pessoa mais sociável do mundo e preferir trabalhar sozinho, com seu computador, mas, em algum momento, essa interação com os colegas será necessária e é aí que você precisará mostrar que sabe driblar essa dificuldade. Como? Entendendo que uma empresa não cresce com o trabalho de apenas um profissional, ao mesmo tempo em que um profissional não cresce sem o apoio da empresa. Haverá momentos em que você poderá fazer seu trabalho sozinho, mas a capacidade de administrar problemas e situações em grupo lhe será de extrema importância.

Imagine, por exemplo, um presidente de empresa que não saiba trabalhar em grupo. Que fique sozinho, em sua sala, apenas esperando que os resultados venham até ele. Com certeza essa empresa estará mal administrada, com os colaboradores desmotivados, e terá problemas. Um bom profissional precisa entrar em contato com as questões diárias, com as pessoas e com os rumos da empresa. Nessa hora não tem jeito: é só conversando, fazendo reuniões, entendendo melhor a opinião de cada colaborador, com base na função que ele exerce.

Aqui, vale destacar também que trabalhar em grupo pode não ser tão ruim quanto você imagina. Na maioria dos casos, um colega pode te dar uma alternativa que nem tinha passado pela sua cabeça, fazendo com que você resolva um dilema de forma muito mais rápida. Você também pode agregar muito no trabalho dos outros, tornando esse processo de colaboração cíclico, o que faz com que todos ganhem.

Não é preciso ser um “vereador” na empresa. Há espaço para os tímidos, para os desajeitados, os mais reservados, etc. O que você precisa saber é que, completamente sozinho, será muito complicado sobreviver em qualquer instituição. Valores como “colaboração”, “trabalho em grupo”, “integração” e “participação” estão cada vez mais em alta. Pense nisso!
Compartilhe.