De estagiário a gestor antes dos 25: conheça duas histórias inspiradoras

0

Últimos meses de faculdade, contrato de estágio chegando ao fim. É hora de pensar nos próximos passos de carreira. Para muita gente, esse é um momento de ansiedade a mil. Se você está passando por isso, temos duas histórias de sucesso para te inspirar.  Conversamos com a Beatriz Zarattini, Relações Públicas, e o Matheus Fonseca, analista de Employer Branding, para te mostrar que é, sim, possível utilizar o estágio para se desenvolver e crescer na sua empresa. Os dois fazem parte do time da Movile, investidora de marcas como iFood, Sympla e Playkids.

Beatriz, 24 anos, entrou na empresa em 2016, através do primeiro programa de estágio da companhia. A notícia da aprovação no processo seletivo já teve um gostinho especial! “Após um dia de trabalho, encontrei minha mãe, minha irmã e meu namorado escondidos no meu quarto com um bolo nas cores da empresa e um convite em formato de tablet com uma carta de boas vindas”, conta. Hoje, Beatriz mudou de área e está responsável por estruturar a área de comunicação interna da Wavy, marca de conteúdo da Movile. “Me orgulho do quanto me desenvolvi não só profissionalmente nos meus três anos de empresa, mas também como pessoa. Aprendi a me posicionar, a argumentar e, principalmente, a ouvir”, diz.

A trajetória de Matheus na Movile começou em 2017, também através do programa de estágio. Foram várias etapas, de teste de inglês online a entrevista por skype com a diretora da área. “Todo o processo seletivo foi leve e as pessoas da Movile se mostraram sempre muito receptivas”, lembra Matheus. Atualmente, ele lidera três pessoas no RH da empresa. “O que mais me orgulha durante esses quase dois anos é ver tudo o que conseguimos construir na área de Employer Branding. Basicamente, mudamos a estratégia da água para o vinho e hoje a área gera um grande impacto para a empresa e é bem vista entre as pessoas que trabalham com o tema”, conta.

Quer saber mais sobre as história da Beatriz e do Matheus? Confira a entrevista abaixo:

Vocês tiveram uma evolução grande em pouco tempo na empresa. Como isso aconteceu?

Beatriz – Quando comecei a trabalhar na Movile, eu morava em Campinas e estudava em São Paulo, e um dos pontos mais positivos foi a flexibilidade que a empresa me proporcionou de poder atuar das duas cidades: isso me ajudou a otimizar o meu tempo. Falando sobre a minha carreira, iniciei na comunicação externa, com foco em redes sociais e produção de artigos para os nossos porta-vozes. Após um ano de estágio, fui efetivada e passei a ampliar mais minha atuação para a área de assessoria de imprensa e eventos. Mais desafios foram surgindo nos meses seguintes, e tive a oportunidade de tocar a área de comunicação externa praticamente sozinha e de ter a minha equipe. Foi a minha primeira experiência como gestora e pude aprender e me desenvolver ainda mais. Recentemente, fui convidada a ajudar a estruturar a área de comunicação interna da Wavy e topei o desafio. Estou ansiosa para ampliar o meu conhecimento em comunicação e saber como será essa nova aventura!

Matheus – Quando comecei na empresa, em 2017, eu me dividia entre a área de Employer Branding (com a parte de relacionamento com empresas juniores, eventos e relacionamento com organizações de tecnologia), e Learning and Development, organizando treinamentos e eventos internos. Em dezembro do mesmo ano fui efetivado como analista e fiquei apenas em Employer Branding, ampliando um pouco mais minha atuação e o nível de responsabilidade. Em 2018 atuei como principal responsável pela nossa estratégia de atração e marca empregadora na Movile e apoiei as empresas do Grupo em alguns dos seus desafios. Nesse ano eu também fui convidado pelo Fabrício Bloisi (CEO) a criar e tocar a Fundação 1Bi, instituição social do Grupo Movile. Nesse período também assumi o desafio de liderar uma pessoa e no final do ano outras duas pessoas entraram no time.

De estagiário a gestor antes dos 25: conheça duas histórias inspiradoras

Beatriz entrou na empresa em 2016, através do primeiro programa de estágio da companhia.

O que foi essencial para o seu desenvolvimento na empresa?

Beatriz – A possibilidade de circular entre diferentes empresas é algo muito valioso para mim. Aprendi sobre temas que nunca imaginei que iriam fazer parte do meu dia a dia. Nem passava pela minha cabeça a possibilidade de estudar machine learning para, muito em breve, aplicar nas minhas atividades de comunicação, e muito menos entender toda a logística e expertises necessárias por trás de uma plataforma de educação ou de uma rota de entrega entre um restaurante e um cliente.

Matheus – Acredito que o fator que mais contribuiu para o meu desenvolvimento foi o nível de autonomia que a Movile possibilita. Desde minha época de estagiário sempre pude tocar projetos grandes, sugerir novas estratégias e assumir riscos. Até hoje sinto que tenho uma autonomia que não existe em outras empresas e isso me desenvolve diariamente.

Que conselhos vocês dariam para quem deseja crescer na carreira?

Beatriz – O Grupo Movile, como um todo, oferece muitas oportunidades de aprendizado e desenvolvimento, além de contar com pessoas das mais diferentes atuações e experiências que são super abertas para compartilhar conhecimento e ajudar. Sem as pessoas, tenho certeza de que não teria conseguido aprender o tanto que aprendi. Então, meu conselho é não ter medo de ser curioso.

Matheus – Senso de dono é uma característica que diferencia uma pessoa independentemente do ambiente ou empresa em que ela esteja. Ao meu ver, esse é um dos comportamentos mais relevantes para as pessoas que desejam crescer, pois quem age como dono garante sempre as melhores entregas, resolve qualquer problema e trata a empresa como se fosse sua.

De estagiário a gestor antes dos 25: conheça duas histórias inspiradoras

A trajetória de Matheus na Movile começou em 2017, também através do programa de estágio.

E para quem quer trabalhar na Movile, o que vocês têm a dizer?

Beatriz – Aqui temos bastante autonomia e confiança por parte dos nossos gestores. Estude muito sobre cada um dos nossos negócios e se apaixone por cada um dos nossos propósitos e missões. Seja protagonista do seu desenvolvimento que, com certeza, você irá longe.

Matheus – Pense sempre um pouco além do que é normal. Aqui na Movile sonhamos muito grande, estamos sempre tentando fazer algo diferente e entregar um resultado melhor do que era esperado. As pessoas que desejarem trabalhar aqui precisam ter a capacidade de pensar além do que é convencional, sonhando muito grande todos os dias e executando sempre muito bem todas as ideias.


Esperamos que você se inspire pelas duas histórias! Continue no nosso blog para ler mais sobre como  conquistar a oportunidade ideal, construir boas relações e gerenciar a sua carreira. 😉

Share.