Como tornar a sua apresentação inesquecível (no bom sentido)

0

Planejar apresentações de sucesso pode ser bem simples desde que haja dedicação e atenção em como irão ser conduzidas. Pesquisas indicam que mais da metade do impacto da comunicação é não verbal. As palavras ficam com apenas 7% do poder de influência de uma mensagem, e todo o resto é comandado pela linguagem corporal. Transmitir segurança e equilíbrio durante uma apresentação é a chave principal para causar a impressão certa e conseguir transmitir o tema da forma como pensou. A Love Mondays reuniu para você algumas dicas que irão te auxiliar a criar uma apresentação excelente. Com um pouco de técnica isso é completamente possível, portanto esqueça o medo de falar em público e prepare-se para causar uma ótima impressão.

SEJA NATURAL
Se você cometer alguns erros durante uma apresentação em público, mas comportar-se de maneira natural e espontânea, tenha certeza de que os ouvintes ainda aceitarão positivamente sua mensagem. Entretanto, apresentando-se de forma artificial, a plateia poderá duvidar das suas intenções. Movimente-se com naturalidade, ande pelo palco, tome conta do ambiente, assim, irá se sentir seguro e confiante, tornando suas apresentações mais eficientes.

FAÇA UM ROTEIRO
Algumas pessoas decoram cada palavra de sua apresentação pensando que assim ficarão mais confiantes. Porém, de maneira geral, o resultado disso acaba sendo negativo. Se você se esquecer de uma palavra importante na conexão entre duas ideias, talvez se sinta desestabilizado e esqueça o que vem logo a seguir. O pior é que ao decorar uma apresentação você poderá não se preparar psicologicamente para falar de improviso e não saberá contornar algum problema. Portanto, crie um roteiro com as principais partes da apresentação, discuta a ideia contida nessa parte e faça comentários. Quando sentir que já disse tudo o que havia para ser dito sobre determinado tópico, passe para outro. Uma grande vantagem desse recurso é que você se sentirá seguro por ter um roteiro com a sequência da apresentação, ao mesmo tempo que terá liberdade para desenvolver os tópicos.

CONHEÇA SEU PÚBLICO
Se você fizer a mesma apresentação diante de plateias completamente diferentes, talvez a mensagem não seja compreendida da mesma forma, e a sua apresentação não atingirá os objetivos pretendidos. Cada público possui características diferentes que precisam ser consideradas. Procure saber até que ponto sua audiência conhece o assunto que será tratado e a faixa etária predominante dos ouvintes. Assim, poderá se preparar de maneira mais conveniente e terá maiores chances de se sair bem.

INTRODUZA E CONCLUA O ASSUNTO CLARAMENTE
A forma mais envolvente de começar um discurso é fazer um excelente trabalho de introdução rápida sobre o assunto, explicando por que o assunto que irá ser tratado é importante e apresentando dados que convençam os membros da plateia disso. Após introduzir o tema, a audiência acompanhará seu raciocínio com mais facilidade. Em seguida, vá discutindo o tema, sempre facilitando o entendimento dos ouvintes. Se, por exemplo, deseja apresentar a solução para um problema, diga antes qual é o problema. Use toda argumentação disponível: pesquisas, estatísticas, exemplos, comparações, e o que mais for interessante sobre o assunto que será abordado. Finalmente, depois de expor os argumentos e defendê-los, diga qual foi o assunto abordado, para que a audiência possa guardar melhor a mensagem principal.

CUIDADO COM OS GESTOS
Os gestos com as mãos podem ser aliados na hora de explicar tópicos da uma apresentação. A movimentação dos braços, no entanto, deve ser mantida entre a linha da cintura e do ombro, sem exageros. Evite apoiar-se apenas sobre uma das pernas e procure não deixá-las muito abertas ou fechadas. É importante que se movimente diante das pessoas, para deter a atenção de todos, mas esteja certo de que o movimento tem algum objetivo, como por exemplo, destacar uma informação, reconquistar parte do auditório que está desatenta, etc. Procure falar olhando para todas as pessoas da plateia, girando o tronco e a cabeça com calma, para valorizar e prestigiar a presença de todos. Evite falar com as mãos nos bolsos, com os braços cruzados ou nas costas.

EXPRESSÕES FACIAIS
Sua fisionomia, expressões facial e corporal, são um dos aspectos mais importantes de toda apresentação. Seu semblante deve ser o de quem está dominando 100% da sala, é preciso transmitir tranquilidade. Por isso, preste atenção à expressão do seu rosto, verifique se ele está coerente com o conteúdo que você está passando. Sua expressão afeta diretamente seu público, portanto se você demonstrar nervosismo, a plateia também se sentirá dessa forma.

TREINE COMO FALAR EM PÚBLICO
Não se contente apenas em preparar o conteúdo que irá falar, mas treine também como irá falar. Faça exercícios falando sozinho na frente do espelho e treine no lugar que fará a apresentação alguns dias antes. Embora esse treinamento sugerido facilite a fluência e ritmo, de maneira geral, não dá naturalidade. Para que a fala atinja bom nível de espontaneidade, treine com pessoas, pode ser sua família ou amigos. Lembre-se que o treino é a etapa final da preparação e essencial para sincronizar-se com o material audiovisual, harmonizando a apresentação como um todo. Evite treinar apenas mentalmente, fazer a movimentação vai te ajudar bastante, e com o tempo, você se habituará a esse tipo de treino.

USE RECURSOS AUDIOVISUAIS (QUANDO NECESSÁRIO)
Estudos dizem que apenas 10% da mensagem expressa verbalmente é lembrada depois de três dias. Se, entretanto, você expuser o assunto verbalmente, mas com auxílio de um recurso visual, depois do mesmo período, as pessoas se lembrarão de 65% do que foi transmitido. Porém, tome cuidado com os excessos, não utilize recursos que podem deixar sua apresentação brega ou distrair a audiência. Importante lembrar que seus movimentos devem estar sincronizados com o material mostrado. Ou seja, na hora de destacar algo que esteja projetado no slide, você pode inclinar o tronco pra trás e girar a cabeça em direção ao slide para apontar o item, voltando à posição inicial em seguida. Lembre-se que, em hipótese alguma, deve-se ficar de costas para a plateia. Quando você usar material audiovisual, certifique-se de que ele destaca informações importantes e facilita o acompanhamento da sua linha de raciocínio. Por fim, sua apresentação visual deve ter letras grandes o suficiente para que todo o seu público consiga enxergá-las e não devem conter muito texto, apenas o essencial para transmitir a mensagem que deseja.

FALE COM EMOÇÃO
Fale sempre com energia e entusiasmo. Se nós não demonstrarmos interesse e envolvimento pelo assunto que estamos abordando, nosso público também não se interessará. A emoção do palestrante tem influência determinante no processo de conquista dos ouvintes. Nós todos sabemos que as pessoas adoram ouvir histórias, e metáforas funcionam bem em estruturas narrativas porque as envolvem melhor, porque causam emoção. Sua apresentação deve ser atraente, pense que deve imergir as pessoas nela, como uma viagem. Uma discurso bem feito sabe envolver a todos, e faz com que as pessoas reflitam sobre o assunto mais tarde. Portanto, a emoção deve estar presente em qualquer apresentação, desde os assuntos mais técnicos aos mais humanos.

Compartilhe.