Como “se vender” em uma entrevista de emprego

0

Impressionar positivamente um recrutador vai muito além de boas experiências profissionais no currículo: existem práticas que podem te deixar mais próximo do emprego desejado, como saber “se vender” durante uma entrevista.

Saber se vender em uma entrevista de emprego significa saber como destacar seus pontos positivos e experiências-chave que brilharão aos olhos do recrutador. Mas não se engane: isso é diferente de fazer mera autopropaganda. Veja nossas dicas e entenda:

Trabalhe a autoconfiança

Pense na seguinte situação: um vendedor tenta te vender algo, mas você percebe que ele não possui tanta confiança no produto. Você compraria a mercadoria? Essa analogia pode parecer estranha, mas a mesma lógica se aplica na relação entre um recrutador e um candidato.

O recrutador não acreditará em suas capacidades e em seu potencial caso você próprio não demonstre segurança naquilo que está dizendo. Trabalhar a autoconfiança é fundamental. Acredite que está preparado para o trabalho em questão – e mostre-se disposto a ir atrás das habilidades que faltam, se for o caso.

Além disso, treine para o momento da entrevista. Pesquise sobre a empresa, leia atentamente as especificações da vaga e simule situações em que você poderia entrar em uma saia-justa. Isso o deixará muito mais tranquilo na hora da verdade.

Entenda o que o recrutador deseja ouvir

Embora existam outros fatores a serem considerados, um recrutador sempre buscará as pessoas mais alinhadas com tudo o que foi pontuado na descrição da vaga.

Por isso, ao responder questionamentos, lembre-se de quais são as competências requeridas para aquela posição, assim como o perfil profissional exigido e a cultura, missão e valores da empresa. Coloque em destaque tudo aquilo que você possui e que te faça perfeito para a oportunidade!

É claro que não se pode prever tudo o que acontecerá em uma entrevista de emprego, mas existem ferramentas para ajudá-lo. O Love Mondays, por exemplo, traz milhares de depoimentos de profissionais de todo o Brasil sobre entrevistas de emprego (incluindo nível de dificuldade, grau de satisfação e perguntas feitas) em mais de 160 mil empresas.

Informações como essas serão estratégicas para que você ajuste seu discurso ao falar sobre si mesmo e na hora de responder as perguntas mais delicadas.

Controle a modéstia

Diferentemente da etapa de análise de currículos, é na entrevista de emprego que você tem a chance de mostrar quem realmente é por que seu perfil profissional é o mais adequado para a vaga.

Se existe um momento para ser modesto em sua vida, com certeza não é em uma entrevista de emprego. Você precisa saber reconhecer quais são seus principais atributos profissionais (principalmente aqueles que mais se adequam à vaga) e enaltecer esses pontos durante a conversa com o recrutador.

É hora de falar sobre aquele projeto que você realizou na empresa, ideias que foram suas e que resultaram em bons resultados e contar cases que apresentaram números positivos em seus últimos empregos.

Ilustre suas qualidades com exemplos reais

Saber se vender não significa dizer “eu sou muito competente” e outras frases se enaltecendo. Você deve, sim, destacar suas habilidades e qualidades, mas sempre usando exemplos reais para ilustrar e com o cuidado de não parecer arrogante.
Por exemplo, se você sente que possui uma habilidade natural em assumir posições de liderança, conte um momento em que essa responsabilidade foi sua e como foi seu desempenho dentro desse papel.

Focar também em habilidades e competências complementares farão com que seu recrutador deposite mais confiança em seu discurso e entenda que você é um profissional completo.

Seja cuidadoso com a linguagem

A forma como você se comunica é crucial para a sua credibilidade, por isso é importante se preocupar com a linguagem corporal e com sua escolha de palavras. Fique em uma posição ereta quando sentado, mantenha contato visual com o entrevistador e evite manias durante a conversa.

Além disso, evite palavras com duplo sentido e vícios de linguagem, que podem passar uma impressão de imaturidade. Uma boa dica para treinar é simular uma entrevista e gravá-la para que você possa fazer um exercício de autoanálise.

Compartilhe.