Como influenciar o comportamento dos candidatos

0

Não é de hoje que podemos observar mudanças no que move os profissionais a buscarem novas oportunidades de emprego no mercado. Mas, como identificar exatamente quais são essas mudanças e utilizá-las a favor da empresa? No 1° Fórum Love Mondays de Employer Branding, Gijs Van Delft, Managing Director do PageGroup, compartilhou dados importantes sobre o tema e sugestões direcionadas para as empresas nesse novo cenário.

Para entender tais mudanças comportamentais, Gijs conta que o PageGroup realizou uma pesquisa com 4585 candidatos para saber o que os motiva a mudar de emprego. Entre os entrevistados, 3584 eram Estagiários e Trainees, 460 Coordenadores e Analistas, 424 Gerentes e Executive Managers e 117 Diretores e C-Level. Dentre esses candidatos, 82% buscavam ativamente por emprego, sendo que 52% já estavam empregados.

Na pesquisa foi possível identificar que, apesar dos entrevistados serem de níveis diferentes e apresentarem interesses variados de acordo com a sua posição, existem três fatores em comum que os motivam a considerar novas oportunidades de emprego. São eles: escopo de trabalho, salário de acordo com o mercado e boa reputação da empresa. Além disso, a falta de crescimento e oportunidades aparece em primeiro lugar para todas as posições entrevistadas como fator que mais motiva os funcionários a buscarem outras oportunidades fora da empresa.

A decisão dos candidatos é influenciada fortemente pelos meios em que buscam informações sobre a empresa, sendo que 68% dos candidatos disseram buscar pelo site da empresa, 47% buscam por reportagens, 44% em referências com colegas, 29% em redes sociais, 6% apenas buscam por informações no processo seletivo e 1% não busca por informações sobre a empresa. Dessa forma, a marca empregadora, ou seja, como a empresa é percebida no mercado como um lugar para se trabalhar, impacta diretamente na opinião que os candidatos formam sobre a empresa e, consequentemente, sobre suas decisões de carreira.

Frente a esses dados, Gijs destaca três sugestões para ajudar as empresas diante desse novo cenário: conheça quem você emprega, seja um empregador diferenciado e comunique-se! A chave para atrair e engajar bons profissionais está em diferenciar a sua empresa como empregadora e comunicar este diferencial de maneira clara e inovadora. Portanto, não deixe de definir claramente o seu EVP e de buscar meios para que ele seja comunicado de maneira autêntica e atrativa para o perfil de profissionais que você quer atrair.

Compartilhe.