Como é trabalhar em uma startup?

0

As startups são a bola da vez. Para se ter uma ideia da sua presença no mercado, um levantamento da ABStartups (Associação Brasileira de Startups), realizado no final de 2015, aponta que existem quase 5 mil delas no Brasil! Ousadas, destemidas e com propostas diferentes, as startups geralmente estão posicionadas nos segmentos de aplicativos, educação, mídia, comércio eletrônico e entretenimento e atuam, em sua maioria, no mercado B2B, ou seja, fornecendo serviços a outras empresas.

Diante de tanto crescimento e oportunidades, elas também estão contratando mais e abrindo oportunidades de crescimento, com desafios interessantes! Quer saber o que o trabalho em uma startup pode te oferecer? Acompanhe, a seguir, os prós e contras de se trabalhar em uma startup de acordo com as avaliações recebidas pelo Love Mondays:

Os prós das startups

Segundo os profissionais que trabalham em startups, o aspecto mais positivo é o ambiente de trabalho. Isso porque, em geral, as startups são empresas jovens, dinâmicas e cheias de energia. A flexibilidade de horários, dos locais de trabalho e dispositivos anti-estresse na empresa, tais como videogames e espaços de relaxamento são, sem dúvida alguma, os atrativos da startups, que também se destacam por possuírem um ambiente de trabalho informal, algo muito apreciado principalmente pelos jovens.

O terceiro aspecto mais admirado por quem trabalha em uma startup é a flexibilidade de horários, já que grande parte dessas jovens empresas privilegia o trabalho entregue, não a presença do colaborador no escritório. Na sequência vem o aprendizado, já que, ao crescer junto com a empresa, você também aprende muito e se dedica a diferentes atividades, que contam muito para a sua trajetória profissional. Exatamente por isso é que o fato de progredir na carreira é outro ponto bem avaliado pelos profissionais, que se empenham em fazer a empresa crescer e se tornar referência em seu segmento.

Competência dos companheiros, fundamental para que o ambiente de trabalho seja produtivo e agradável, autonomia no trabalho e benefícios são os itens que complementam a lista de prós das startups.

Os contras das startups

Como tudo na vida, as startups também possuem alguns pontos negativos de acordo com os seus funcionários. O ponto mais votado por quem trabalha nessas empresas foi o salário, que, devido ao fato de os negócios estarem em fase inicial, não costumam ser iguais aos de grandes empresas. O quesito “benefícios” vem na sequência, pelo mesmo motivo do salário, ao passo que processos, sistemas e ferramentas aparecem como o terceiro ponto menos apreciado nas startups, que, por serem empresas novas, ainda têm processos pouco definidos e estabelecidos, além de terem uma estrutura organizacional mais simples, o que pode não agradar algumas pessoas.

A baixa oportunidade de progredir na carreira é apontada pelos colaboradores como outro ponto negativo das startups, que também são vistas como um local em que há excesso de trabalho, devido ao quadro reduzido de colaboradores. Burocracia, pressão por resultados e redução da qualidade de vida são os últimos itens apontados pelos profissionais como negativos em uma startup.

Cheias de oportunidades, dúvidas e, principalmente, vontade de crescer e se aprimorar, as startups podem ser uma ótima opção para quem deseja um ambiente de trabalho mais versátil, jovem e desafiador. Quem sabe uma startup não pode ser o seu próximo local de trabalho? Pense nisso!

Compartilhe.