Como a inteligência emocional pode ajudar você a ser um profissional melhor

0

A habilidade de controlar suas próprias emoções, lidar com medos e conhecer suas motivações está entre as mais bem vistas nas relações pessoais. É provável que você conheça e admire alguém que consegue compreender aquilo que sente e traduzir isso em ações positivas.

Essa característica é muitas vezes chamada de inteligência social ou emocional e pode ser definida como a capacidade de lidar bem com suas próprias emoções e as daqueles ao seu redor, sejam elas positivas ou negativas.

Uma qualidade valiosa no mercado

Quando se trata de um ambiente profissional, essa qualidade é ainda mais valorizada. Uma pessoa assim é capaz de refletir sobre seus sentimentos quanto ao trabalho (frustrações, estresse, felicidades em conquistar algo) e tirar frutos de cada experiência vivida, transformando tudo isso em ações positivas.

Além disso, quem tem inteligência emocional consegue controlar e canalizar impulsos, entender racionalmente a causa e efeito dos fatos, ser mais grato e transmitir uma “aura” positiva para aqueles que estão ao seu redor.

Do ponto de vista da gestão, esse profissional será alguém equilibrado, preparado emocionalmente para assumir riscos e caminhar em sua carreira, enquanto a equipe o percebe como uma peça fundamental para a harmonia geral.

O melhor tipo de profissional

Além de ser um ótimo colega de trabalho, esse tipo de pessoa consegue lidar melhor com os avanços de sua carreira, mesmo que ainda esteja caminhando lentamente.

As frustrações são inevitáveis no trabalho – por exemplo, um projeto que estava com você pode ser descontinuado, suas expectativas para uma promoção talvez não se cumpram ou o comportamento de um colega pode te deixar para baixo.

Uma pessoa inteligente emocionalmente não deixa que suas frustrações se tornem grandes o suficiente para ofuscar o que há de bom em seu cotidiano: ela consegue extrair aprendizados, perspectivas positivas e chances de aprimoramento de cada fato, transformando a negatividade em um material positivo – algo essencial para o gerenciamento de uma carreira sólida.

Desenvolvendo a inteligência emocional

O caminho para a inteligência emocional envolve um processo de autoconhecimento e de percepção cuidadosa daqueles que estão ao seu redor.

Você pode começar observando como se sente em ocasiões rotineiras, entendendo aquilo que te afeta e a forma como se comporta com cada tipo de estímulo emocional. Isso vai fazer com que descubra aspectos da sua personalidade que nunca imaginou ter, como certas barreiras sentimentais.

Ao entender seu campo emocional, você será capaz de atingir outro aspecto importante para a inteligência emocional: entender a sua própria responsabilidade sobre seus sentimentos e como eles afetam as pessoas ao seu redor.

Uma só pessoa pode transformar o clima de um escritório em algo estressante simplesmente por deixar que seu mau humor afete a forma como trata seus colegas – dando respostas grosseiras, por exemplo.

A boa notícia é que é possível desenvolver a inteligência emocional e se tornar uma pessoa mais resiliente e empática!

Share.