Como coaching pode mudar sua carreira

0

Por Sérgio Gomes

Se vamos falar sobre carreira, fica muito difícil não falarmos em desenvolvimento e sonhos. Passamos, em média, 10 horas por dia trabalhando. Portanto, é muito importante acreditarmos que é possível encontrarmos uma carreira em que podemos nos apaixonar e nos dedicarmos o máximo possível.

Esta dedicação se torna cada vez maior quando temos uma identificação com a carreira. E o que tenho observado é que esta identificação tem relação direta com o nosso propósito de vida e nossos valores. Propósito de vida, como assim? Isso mesmo. Se você nunca pensou nisto, é importante que comece a se perguntar qual é o seu. E claro que podemos buscar ajuda para descobrirmos este propósito e nossos valores. Esta ajuda pode vir através de um processo de coaching.

Mas o que é coaching? O conceito do “coaching” começou a nascer ainda na década de 40, quando era utilizado o conceito de mentor para ajudar os estudantes a se prepararem para os exames e serem educados. Em 1950, foi introduzido na literatura gerencial como uma das habilidades de gerenciar. Já em 1980, o conceito de coaching executivo começou a aparecer muito forte nas organizações americanas com o objetivo de preparar os executivos para o próximo desafio de carreira.

Existem algumas metodologias de desenvolvimento que se confundem com o coaching e, portanto, é importante passarmos por elas. A primeira trata-se do mentoring, em que na maioria das vezes é conduzido por alguém mais experiente que o profissional que foi buscar desenvolvimento. A experiência não necessariamente deverá estar ligada à idade, mas sim em relação a vivência do mentor na área em que o profissional que foi buscar desenvolvimento atua ou quer atuar. Como o mentor tem vivência na área, poderá das algumas visões de possíveis caminhos que podem ser seguidos e também sobre quais obstáculos o profissional poderá se deparar no decorrer de sua carreira. O mentoring é super interessante para muitos profissionais que querem trocar ideias/experiências com alguém com mais “bagagem”, porém não é coaching.

Outra metodologia que se confunde com coaching trata-se do counseling, que tem como foco dar conselhos para o profissional. Nesta modalidade de desenvolvimento, o counselor dará visões sobre o mercado, os desafios, os pontos fortes da área. O counselor pode ter atuado ou não na área, pois pode ser alguém de recursos humanos com vasta experiência e visão de vários mercados. Nesta modalidade também podemos buscar apoio de alguém próximo de nós com mais experiência ou vivência nos problemas/desafios que estamos vivendo, porém também não é coaching.

Alguns profissionais, quando respondem à alguma dúvida de alguém, dizem que “fizeram um coaching”. Dar resposta para algum problema também não écoaching.

Mas então o que é coaching? Segundo a International Coaching Federation, coaching é definido como uma parceria que provoca os clientes e os inspira a ter processos criativos que maximizam seu potencial pessoal e profissional.

Se pensarmos em carreira, o processo de coaching é super interessante por vários aspectos. Entre eles podemos destacar:

  • Desenvolve insights pessoais
  • Melhora a performance para metas específicas
  • Fornece apoio e encorajamento
  • Possibilita experimentar

Estes quatro pontos, se pensarmos em desenvolvimento de carreira, são essenciais para qualquer profissional, independentemente do momento e nível da carreira. Pois o processo de coaching permite que o “coachee”, pessoa que contrata e que passa pelo processo, pense em suas dúvidas, crie planos de ação e metas de curto, médio e longo prazo. Além, claro, de pensar no seu propósito de vida e sonhos.

Eu mesmo já passei por um processo de coaching de carreira quando tinha 30 anos e estava indeciso se continuaria em planejamento financeiro ou buscaria outra área, pois não sentia mais a paixão e conexão com a área financeira. Após 7 meses de processo de coaching, descobri que minha missão de vida ou sonho estava ligado ao desenvolvimento de pessoas.

Hoje tenho 42 anos e, portanto, 12 anos na área de desenvolvimento de pessoas e acredito muito que vale a pena buscar sua paixão profissional e que um processo de coaching é super válido para a maioria dos profissionais.

 

Sergio Gomes é sócio da Ockam Consulting, graduado em administração pela ESPM, com MBA pela University of Pennsylvania e MBA em coach na College of Executive Coaching nos EUA.

Compartilhe.