Cinco erros profissionais que você deve evitar

0

A trajetória profissional de alguém é, obviamente, cheia de acertos e erros, que funcionam como aprendizado para a conquista de melhores oportunidades e a realização de sonhos. Ao ficarem mais maduros e com maior tempo de experiência, muitos profissionais se arrependem de terem tomado determinadas atitudes ou não ter feito alguma coisa específica.

Pensando nisso, a seguir, listamos cinco erros profissionais listados entre os que mais impactam a carreira de alguém. Verifique se você não está cometendo algum deles e, caso esteja, pense em mudar esses hábitos o quanto antes!

1. Nunca pedir a alguém para ser seu mentor

Esse é um erro grave de muitos profissionais, que acreditam não precisam de auxílio ou orientação de alguém mais sênior e com mais experiência no mercado. Se você entra em uma empresa, certamente há pessoas ali que servem como uma direção para você, então, por que não se aproxima de uma delas e pede conselhos de carreira, dicas de como proceder diante de situações e aconselhamentos, que podem até lhe render indicações e boas oportunidades? Ter um mentor ajuda muito a evoluir e a opção de não escolher um pode custar caro para a sua carreira.

2. Não manter contato com os estagiários

Seus estagiários podem ter ensinar muito, acredite. Eles têm visões de mundo diferentes, ambições, sonhos e muitas formas de enxergar as coisas que talvez você não tenha percebido. Além disso, ao saírem para o mercado de trabalho, eles podem, inclusive, se encontrar com você em cargos semelhantes ou estarem em empresas nas quais você gostaria de trabalhar. Se tiver uma boa relação com eles, você poderá, inclusive, pedir recomendações, indicações para trabalhos freelancers e, em último caso, marcar uma boa conversa em um happy hour!

3. Não saber negociar

Você pode até estar diante da oportunidade de trabalho dos seus sonhos, mas, financeiramente, essa chance pode não ser tão atraente assim. Nessas horas, você precisa saber negociar e persuadir o seu contratante de que o seu trabalho vale muito a pena e, por isso, merece uma remuneração maior. É preciso muita negociação para chegar a um denominador comum em relação ao ambiente de trabalho, benefícios, salário, funções, etc. Não tenha medo de propor, de conversar, de abrir o jogo e dizer que assim não está bom para você até chegar a um ponto satisfatório para ambos.

4. Não pedir feedbacks

É muito importante saber o que os outros pensam sobre o seu trabalho ou sobre você mesmo. Por isso, peça para chefes avaliarem a sua performance e darem feedbacks constantes para a sua evolução. Você pode até combinar sessões mensais ou bimestrais apenas para discutir esses feedbacks com o chefe ou a equipe. Ao fazer isso você aumenta suas chances de evoluir como profissional e se mostra aberto a mudanças.

5. Não organizar e manter seus contatos

Tenha o hábito de reunir em um só local os seus contatos profissionais. Um exemplo é ter uma caixinha reservada para guardar cartões de visita ou uma planilha com esses dados. Quando você precisar falar com alguém que conheceu há cinco anos, por exemplo, ficará muito mais fácil encontrar esse contato e falar com ele. Melhor ainda será se você conseguir cultivar esse contato, com trocas de e-mails, mensagens e até um café. Isso facilita muito a sua vida em um momento de necessidade, pode acreditar.
Toda a trajetória profissional de uma pessoa é um aprendizado constante, mas, se você seguir algumas recomendações, certamente evitará muitos problemas e dores de cabeça na sua carreira.

Compartilhe.