Sete ocasiões em que você pode (e deve) aprender com os erros

0

Um bom profissional deve sempre estar atento a mudanças, novas tendências e, principalmente, novos comportamentos que podem ser adotados para minimizar ou consertar erros anteriores. Na maioria das vezes, os erros são excelentes oportunidades para aprender e melhorar muito e cabe a você saber analisá-los e extrair o melhor de cada experiência.

Arriscar certamente te trará muito mais reconhecimento e conquistas, porém é necessário estar preparado para lidar com as consequências, que podem ser desde um pequeno erro até grandes falhas. Alguns profissionais têm tanto medo de errar que levam a si mesmos e aos próprios colegas à exaustão na busca pelo perfeccionismo, o que não é nada positivo.

Em seu novo livro, “How to Be an Imperfectionist: The New Way to Self-Acceptance, Fearless Living, and Freedom from Perfectionism”, Stephen Guise fala sobre a importância do abandono do perfeccionismo, que nos condena a sermos infelizes, frustrados e insatisfeitos. O autor diz, ainda, que cometer erros nos deixa mais confiantes e mais abertos à satisfação.

Para garantir que você aproveite seus erros da melhor forma, o Love Mondays lista algumas ocasiões que devem ser avaliadas. Confira!

 

1 – A espera pelo momento ideal
Sabe aquela espera por um momento que nunca chega? Paciência é uma virtude, é claro, mas você precisa agir assim que seu julgamento interior disser que você está pronto. O “momento perfeito” não existe e, na vida real, as condições nunca são certinhas. Lembre-se disso!

2 – Ignorar pequenas vitórias
As melhores chances de atingir seus sonhos é através de pequenas conquistas acumuladas, sabia? Por isso, cada conquista deve ser celebrada e analisada com o objetivo de entender o que foi feito de bom e o que pode ser melhorado. Isso te manterá sempre motivado e permite que pequenos erros possam ser corrigidos o quanto antes.

3 – Esconder embaraços
Mesmo que você cometa erros em particular é provável que os outros vejam seu fracasso. E isso é ótimo! Você cometerá falhas e ficará envergonhado, mas isso fará com que você seja visto como humano. Isso é parte essencial da vida e faz com que você se relacione melhor com a sua equipe.

4 – Ter medo de julgamentos
É óbvio que ninguém gosta de ser julgado, pois não é agradável saber que alguém nos considera menos inteligentes ou capazes do que realmente somos. Isso faz com que busquemos uma aceitação de outras pessoas, o que, na verdade é uma armadilha. Precisar de aprovação é uma espécie de violação à sua identidade. Confiando mais em você e na sua habilidade você conseguirá mais confiança e seus resultados serão melhores, pode acreditar!

5 – Evitar rejeição
Sabe aquele temido “não” que ninguém gosta de ouvir? Pois ele é necessário até para o seu crescimento, acredite. Use cada rejeição como uma experiência de aprendizado para chegar mais perto do seu objetivo. Vá fazendo ajustes e siga em frente. Veja cada “não” como uma etapa mais próxima do “sim”.

6 – Exagerar
Pessoas que se sentem despreparadas e são inseguras tendem a responder com exagero em situações corriqueiras, o que mostra mais insegurança e até falta de sinceridade em diversas ocasiões. Algumas pessoas se tornarão mais agressivas ou insistentes para “mascarar” essas fraquezas. O ideal é ser humilde, confiar em sua habilidade, entender que ninguém é perfeito e aceitar a ajuda dos outros para que atinjam objetivos juntos.

7 – Focar apenas em resultados
Metas são necessárias, é claro. Mas focar apenas nelas fará com que você perca oportunidades preciosas, já que toda a sua energia física e mental estará voltada apenas para o resultado e não para o processo em si, que pode render aprendizados e muita satisfação. Tenha expectativas gerais altas e esteja aberto ao que puder acontecer durante o processo de execução de um projeto. As oportunidades podem estar mais próximas do que você imagina!

Compartilhe.