6 lições do futebol sobre gestão de pessoas

0

Futebol e mercado de trabalho têm muito mais em comum do que parece, principalmente quando falamos de gestão de pessoas. Por isso, aproveitando o clima futebolístico, reunimos lições que o esporte pode te ensinar.

Mais do que entretenimento, o futebol ensina sobre detalhes, planejamento, técnicas e fundamentos que funcionam em campo e podem funcionar também no escritório.

1. Permita o desempenho de novos papéis

Na Seleção Brasileira, o Marquinhos é zagueiro de origem, mas também sabe jogar como lateral direito. Muitas pessoas se sentem subjugadas em competências que estão fora da sua zona de conforto. É neste momento que o líder precisa saber estimular novas responsabilidades no time e acompanhar os resultados, para incentivar quem está se saindo bem com uma nova função.

2. Tenha um símbolo de pertencimento

De 4 em 4 anos, percebemos um movimento em torno da camisa da Seleção Brasileira, as vendas aumentam e o verde e amarelo domina as ruas. Todos querem participar, todos têm vontade de pertencer a um clube, um time, uma equipe. Por que não implementar algo do tipo na sua empresa? Uma ação de pertencimento, que pode ser desde uma hashtag até um adesivo. Isso será positivo para sua marca empregadora, já que a equipe vai postar sobre o ambiente de trabalho nas redes sociais, espalhando sua mensagem com os amigos e o mercado.

3. Não busque um time perfeito o tempo todo

Assim como em um time de futebol, as equipes de trabalho também passam por muitas idas e vindas de profissionais. Os motivos são diversos: melhores oportunidades, mudanças de local de moradia, falta de adaptação. O responsável pela gestão de pessoas precisa estar pronto para lidar com mudanças e ser ágil neste momento é uma característica importante para a liderança.

4. Alguns dias são melhores que outros

Muitas vezes, seu atacante teve um dia ruim e a pessoa mais esforçada da equipe está brilhando de forma inédita. Lembre-se de que nem sempre as pessoas terão a mesma performance, já que vários fatores afetam nosso desempenho em campo ou no trabalho. O papel da gestão é tirar o melhor proveito das pessoas e conduzir a equipe como um todo ao sucesso.

5. Saiba conduzir

Em geral, quem começa a jogar futebol quer ser atacante e ganhar o salário do Neymar. Em alguns casos, no entanto, há pessoas que ocupam melhor a função de dar o passe da bola do que efetivamente fazer o gol. O trabalho do técnico ou gestor é saber identificar os pontos fortes de cada um e ajudar a equipe a desenvolver seu melhor papel, sempre alinhando e gerenciando as expectativas.

6. Tenha uma equipe unida

Sabemos que há vitórias e derrotas e elas fazem parte do futebol e da vida profissional também. É relevante construir uma cultura de equipe unida, de pessoas que se apoiam em momentos delicados e que vibram com as conquistas do time. Se essa cultura for incentivada como um pilar de gestão de pessoas, os funcionários poderão permanecer jogando juntos por mais tempo e com melhor desempenho.

Compartilhe.