6 dicas para seguir imediatamente após ser demitido

0

Ser demitido pode trazer uma sensação devastadora. Mas essa situação aparentemente catastrófica é, na verdade, bem comum. Referências de sucesso como Steve Jobs, Oprah Winfrey e Walt Disney foram demitidos em algum ponto da carreira. A editora-chefe da revista Vogue, Anna Wintour, inclusive já declarou que “todo mundo deveria ser demitido pelo menos uma vez, é um ótimo aprendizado”.

Há uma infinidade de cenários em que a demissão pode não ter sido sua culpa. Corte de custos na empresa, tentar estabelecer limites em um ambiente de trabalho caótico, chamar atenção para problemas que a chefia tem receio de abordar ou até mesmo entregar resultados tão impressionantes que chegam a incomodar seu superior podem ser motivos para a dispensa do trabalho. E se a demissão foi culpa sua é uma excelente oportunidade para aprender com seus erros!

Assim que receber a notícia, você precisa planejar seus próximos passos com cuidado e, ao mesmo tempo, pensar em uma saída eficiente para a situação. Aqui estão seis passos para pular tranquilamente do desemprego para uma nova etapa na sua carreira:

1. Faça as perguntas certas

Ao receber o aviso de desligamento, uma boa primeira pergunta a fazer ao portador da notícia é: por que eu fui demitido? Por mais incômodo que seja ter seus falhas expostas, aprender sobre elas vai te ajudar a crescer. Dessa forma, você diminui a chance de repetir os mesmos erros no próximo emprego. Por outro lado, se descobrir que a empresa está te demitindo por conta de mudanças estruturais que não têm nada a ver com seu desempenho individual, você vai sentir um grande peso sair das suas costas.

Você também pode perguntar se há posições abertas na empresa, se seu chefe poderia escrever uma carta de recomendação, qual a data definida para sua saída e se tem algo mais que precisa ser feito antes de ir embora.

Foi demitido? Saiba como falar sobre isso em uma entrevista de emprego

2. Confira se você tem direito ao Seguro Desemprego

A não ser que tenha sido demitido por justa causa ou não atenda os critérios determinados pelo governo, é provável que você tenha direito ao Seguro Desemprego. Essa assistência financeira pode te dar mais segurança e tranquilidade enquanto busca sua recolocação no mercado de trabalho. As regras variam dependendo de quantas vezes você já solicitou o benefício e podem ser consultadas diretamente no site da Caixa Econômica Federal.

3. Aproveite seus contatos profissionais

Além de procurar empregos em sites como o Love Mondays, sua rede de contatos é um ótimo ponto de partida para começar a buscar oportunidades. Você pode mandar mensagens para antigos colegas de trabalho e construir uma presença online mais sólida, deixando claro que está aberto a propostas. Anunciar que foi demitido não é necessário, a não ser que te perguntem diretamente.

Separe um tempo para decidir como irá contar a história da sua demissão aos seus conhecidos. Por mais complicada que tenha sido a situação, concentre seu discurso no aprendizado que ela te proporcionou e evite falar mal da empresa ou adotar uma postura negativa.

4. Atualize seu currículo

Após receber a notícia do seu desligamento, nunca é cedo demais para começar a se preparar para a busca de vagas. Comece acrescentando ao seu CV detalhes do seu emprego mais recente, além das habilidades que adquiriu nesse período. Se já faz muito tempo desde a última atualização, talvez seja hora de reformular seu currículo.  

5. Ative alertas de vagas

Mesmo que ainda tenha algumas semanas ou dias de trabalho no seu emprego atual, a busca por vagas não precisa esperar até você sair. Ainda que não tenha tempo para fazer uma busca completa enquanto trabalha, alertas de vagas podem te ajudar a economizar tempo e a achar o emprego ideal. Ao buscar vagas no Love Mondays, você pode clicar em ‘Ativar alerta’ para começar a receber alertas por email com base nas suas pesquisas.

10 dicas para recolocação profissional

6. Acredite em você mesmo

Um estudo do CEO Genome Projectpublicado pela revista Harvard Business Review traz bons motivos para acreditar no seu potencial mesmo após uma demissão. O estudo acompanhou 2.600 executivos por um período de 10 anos e revelou que 91% daqueles que foram demitidos encontraram um emprego tão bom quanto – ou melhor que o anterior.

Ser demitido não é o fim do mundo – é uma oportunidade para avaliar seus objetivos de carreira e quais elementos precisam mudar para que você alcance esses objetivos.


Esperamos que você se dê bem no seu novo momento de carreira! Continue no nosso blog para ler mais sobre como gerenciar sua carreira, construir boas relações e conquistar a oportunidade ideal.

Share.