Cinco segredos para conseguir ter tempo para você mesmo (sem parecer preguiçoso no trabalho)

0
Você se sente cansado do trabalho, tem a sensação de que está deixando de lado sua família, amigos e hobbies? Não se desespere, você não está sozinho. Assim como você, há muitas pessoas que têm a mesma sensação e simplesmente não conseguem reservar um pouco do seu tempo para se dedicar às pessoas ou atividades de que mais gosta, o que é muito prejudicial, pois o balanço trabalho e vida pessoal é muito importante e, se não estiver bem definido, pode trazer problemas a longo prazo.

Para se ter ideia da dimensão desses sintomas, uma pesquisa conduzida pela Harvard Business School apontou que 94% dos profissionais entrevistados disseram que trabalham mais de 50 horas por semana e quase metade afirmou que destina 65 horas de sua semana à vida profissional. A conclusão desse estudo foi que o componente estresse aliado ao dia de trabalho que nunca termina são extremamente danosos, pois danificam relacionamentos, sua própria saúde e a felicidade de um modo geral. Para que você não prejudique sua vida e nem seu trabalho, listamos, a seguir, alguns pontos que devem ser considerados. Eles foram recomendados por profissionais de carreira e saúde e te ajudarão a encontrar o balanço ideal. Confira:
 

1. Comece aos poucos e vá crescendo
Não tem jeito. Tudo o que é feito de forma drástica e rápida acaba sendo esquecido ao longo do tempo. Quem nunca fez resoluções de fim de ano e as esqueceu em fevereiro? Ou começou uma dieta nova e, depois de um mês, desistiu? Portanto, não tente cortar seus horas semanais de trabalho de 80 para 40, por exemplo. Isso certamente é uma receita para que tudo dê errado. Tente diminuir aos poucos, fazendo pequenas pausas durante o dia, depois saindo mais cedo do trabalho, e assim por diante. Se você nunca consegue jantar com a sua família, que tal começar a chegar para essa refeição uma vez por semana? Depois você pode aumentar essa frequência. Mas tudo com calma e de forma crescente, não se esqueça.

 
2. Deixe o perfeccionismo de lado
Quando jovens, é comum que algumas pessoas criem hábitos de perfeccionismo. Isso acontece porque, geralmente, suas demandas estão limitadas à escola, aos hobbies e a alguma atividade depois do horário das aulas. Quando você se torna adulto, no entanto, tudo fica mais complicado. Com diversas tarefas no trabalho e em casa, a perfeição fica cada vez mais distante. Ao falhar tentando atingir um nível acima do normal você se sente frustrado, o que é altamente destrutivo para a sua vida. Tente manter o nível da excelência, não da perfeição. Tirando essa obrigatoriedade de suas costas você certamente se sentirá mais realizado e com mais tempo livre.

3. Desligue-se do mundo
A tecnologia é uma aliada em alguns momentos, não podemos negar, mas também gera a expectativa de acessibilidade constante, fazendo com que o dia de trabalho nunca termine. Por isso, eleja momentos em que você apenas desligue seu telefone e curta a vida. Constantes avisos do seu celular fazem com que você fique estressado e sempre alerta, o que não é nada positivo para a sua saúde. O ideal, nessas horas, é se policiar. Não mande e-mails de trabalho enquanto está com a sua família ou responda a demandas durante o jogo de futebol das crianças, por exemplo. A palavra-chave aqui é “resiliência”, que te dará a sensação de maior controle da sua vida.

4. Faça um ajuste regular de expectativas
Uma boa comunicação com sua equipe de trabalho e seu chefe é essencial para manter um equilíbrio saudável entre visa pessoal e carreira. Todos devem saber exatamente no que você está trabalhando, os tipos de desafios que você pode enfrentar e o que podem esperar de você quando está trabalhando de casa ou em férias. Por exemplo: quando for sair de férias, além de dizer que estará com acesso limitado aos e-mails, deixe clara qual é a melhor forma de falar com você e em qual horário. Formule algo do tipo “Estarei disponível via e-mail das 10 às 12h. Depois desse horário, por favor, entre em contato comigo por telefone.” Estabelecer limites claros é um ato de transparência fundamental para que todos da equipe o respeitem.

5. Elimine o que é urgente, não importante
<span “font-size:12.0pt;font-family:”cambria”,serif;mso-ascii-theme-font:=”” minor-latin;mso-fareast-font-family:”ms=”” mincho”;mso-fareast-theme-font:minor-fareast;=”” mso-hansi-theme-font:minor-latin;mso-bidi-font-family:”times=”” roman”;=”” mso-bidi-theme-font:minor-bidi;mso-ansi-language:pt-br;mso-fareast-language:=”” en-us;mso-bidi-language:ar-sa”=”” style=””>Antes de começar um projeto, certifique-se de que você tem noção do porquê está fazendo isso e o impacto que deseja atingir. Geralmente, e-mails, telefonemas ou reuniões de urgência costumam nos colocar em uma rotina que não tem fim e só atrapalha o desenvolvimento do trabalho. Tudo acaba se tornando “urgente”. Por isso, antes de fazer alguma coisa, pergunte-se se você realmente precisa fazer aquilo. Talvez você descubra que está tomando seu tempo com coisas que poderiam ter sido eliminadas há muito tempo.

Compartilhe.